slide1
slide2
slide3
slide4
slide5

 

Em 1930 um grupo de idealistas, liderados por Plínio Augusto de Camargo, fundava, às margens do Rio Tietê, o Clube Esportivo da Penha…O nosso Clube! O rio, de águas límpidas e céleres, que então tinha seu leito onde hoje se encontra o nosso Ginásio Poliesportivo, proporcionava aos primeiros associados dois esportes: Natação e Remo.

Em piscinas flutuantes os penhenses aprendiam as primeiras braçadas, e, num rústico trampolim, os primeiros mergulhos. Numa pequena construção, que servia de vestiário e sede, eram realizados aos domingos à tarde, bailes denominados “domingueiras” dando início à vida social de seus associados.

O Clube vinha crescendo, não só em número de associados como também na diversificação dos esportes. Participava dos torneios promovidos pelas Federações Esportivas tendo se sobressaído no atletismo, natação, remo, basquete e boxe, revelando, inclusive, alguns recordistas paulistas de natação.

Sua primeira atividade no atletismo foi a “Volta da Penha”, criada em 1931. Anos depois, com a retificação do Rio Tietê e a consequente perda do Rio, o Clube sofreu sensível evasão de sócios que só foi superada com a construção de uma Piscina Olímpica. A piscina, na época um sonho quase inatingível, que só foi possível graças aos esforços desmedidos de abnegados diretores, foi inaugurada em clima de verdadeira euforia, pelo afluxo de novos e inúmeros associados.
E assim vimos, em constante progresso, até nossos dias.